Imagens Antes e Depois

Braquiplastia

Ver descrição do procedimento

Cirurgia braços (Braquiplastia) – A braquiplastia é a cirurgia que remove a pele e tecido adiposo em excesso do braço, através de uma incisão, que se estende do cotovelo à axila. Por ser menos invasivo, opta-se actualmente por um lifting de braços: faz-se uma lipoescultura superficial no braço para retrair a pele e, de seguida, uma incisão em meia-lua na face anterior do braço para retirar a pele em excesso. A cicatriz, com cinco a sete centímetros, fica na prega axilar, praticamente impercetível.

Duração: cerca de 60 minutos;
Anestesia: local, mas pode ser feita uma sedação;
Internamento: não;
Efeitos secundários: durante duas semanas, não se deve fazer esforço físico nem abrir muito os braços;
Riscos: inerentes a qualquer intervenção cirúrgica do mesmo tipo.

braquiplastia-bf

Rinoplastia

Ver descrição do procedimento

Quando se olha para a face globalmente, o nariz tem repercussões excecionais. Por exemplo, no caso de uma mulher, basta levantar um milímetro a ponta do nariz para o rosto rejuvenescer no seu todo. Assim, em qualquer rosto, o nariz tem um papel fundamental na definição do equilíbrio facial e mesmo na definição da beleza do rosto. Um nariz torto, grande ou inestético leva, normalmente, a pessoa a procurar corrigir essa “deformidade” e, assim, conseguir um rosto mais harmonioso e belo.

A rinoplastia é uma cirurgia que se propõe corrigir as deformidades do nariz e implica uma grande perícia por parte do cirurgião plástico, não só por estar em causa um órgão funcional, que intervém na respiração, no sentido do olfacto e na ressonância da voz, como pelo fato de se pretender harmonizar o rosto em termos estéticos.

Para trabalho mais criterioso, é necessário que o cirurgião efetue um estudo exaustivo daquilo que se passa no interior do nariz e da boca da pessoa. Posteriormente e com a ajuda dos exames adequados (raio-x do nariz e face à escala real), é realizado um estudo cefalométrico, que permitirá dar ao paciente uma noção daquilo que será o seu nariz após esta intervenção. Será também feito um estudo facial fotométrico, de modo a estabelecer o seu enquadramento na face.

A rinoplastia pode ser realizada em regime ambulatório, sob anestesia loco-regional, ou sob anestesia geral se se tratar de uma situação mais complexa.

A rinoplastia modela o nariz, aumentando ou diminuindo o seu tamanho, sempre com a preocupação de o adequar ao rosto do paciente. É uma cirurgia que não provoca dores, cujo resultado pode aumentar significativamente a autoconfiança da/o paciente e, por conseguinte, a sua qualidade de vida.

Duração: o procedimento dura cerca de uma a duas horas, de acordo com a complexidade do nariz;

Anestesia: geral ou loco regional, de acordo com a morfologia do nariz e a vontade do paciente;

Internamento: um dia, se a cirurgia for efetuada com anestesia geral.

rinoplastia02rinoplastia

 

 Blefaroplastia (Pálpebras)

Ver descrição do procedimento

Procedimento cirúrgico que, através da remoção das bolsas adiposas (papos nos olhos) e do excesso de pele (flacidez na pálpebra superior), permite corrigir o olhar cansado e envelhecido e, simultaneamente, rejuvenescer de forma natural o olhar e o rosto.

Além das cicatrizes serem completamente impercetíveis ao fim de seis meses, este procedimento cirúrgico permite “iluminar” um olhar expressivo perdido com o passar dos anos.

Duração: cerca de 90 minutos;

Anestesia: local;

Internamento: não há;

Efeitos secundários: inchaço e edema que, normalmente, começam a desaparecer ao fim do terceiro dia. Estes podem ser disfarçados usando óculos escuros durante este período;

Riscos: é importante evitar grandes esforços visuais nas duas semanas a seguir à cirurgia, bem como a exposição solar direta.

Blefaroplastia

Rejuvenescimento do rosto com laser e fatores de crescimento

Ver descrição do procedimento

Esta técnica consiste na utilização de materiais retirados do organismo do próprio paciente. É muito eficaz e não provoca qualquer reação negativa do organismo. Pode ser utilizado por pessoas de todas as idades, embora não seja aconselhável antes dos 17 anos.

Numa fase inicial, são extraídos cerca de 20 centímetroscúbicos de sangue da pessoa. Esse sangue é, de seguida, centrifugado e tratado. Neste processo, separa-se a parte sólida (que inclui os glóbulos e as plaquetas) da líquida. Daqui, faz-se ainda uma outra separação: o plasma pobre e o plasma rico. É este que, depois de devidamente selecionado, é administrado no corpo para estimular o crescimento do colagénio e promover, assim, o rejuvenescimento.

O tratamento dura entre30 a 50 minutos e é realizado sob anestesia local.

Pode ser aplicado na face, mãos e pálpebras. É útil também, no caso de pessoas com mais idade, nas feridas que não cicatrizam e nas úlceras.


Rejuvenescimento do rosto com laser e fatores de crescimentoRejuvenescimento Facial

Mamoplastia de aumento com biomateriais

Ver descrição do procedimento

Nesta correção cirúrgica, aproveita-se o tecido adiposo que se colhe de zonas onde a gordura abunda (como as coxas ou o abdómen) e aplica-se nas regiões mamárias. A paciente tem indicação para esta técnica se pretender um aumento moderado ou um levantamento discreto da mama.

É uma cirurgia minimamente invasiva, que tem tido uma procura muito grande, sobretudo quando associada à lipoescultura. Contudo, é muito importante o cirurgião explicar com profundidade e rigor quais as expetativas possíveis de atingir com este procedimento cirúrgico.

Duração: cerca de 60 minutos;

Anestesia: local ou loco-regional. Tem a vantagem de não ser necessário interromper a atividade profissional e social;

Internamento: não há;

Efeitos secundários: edema ou inchaço no pós-operatório imediato. Não deve haver exposição solar nas duas semanas seguintes ao procedimento e não pode existir compressão local (soutien com suporte rígido aramado);

Riscos: o aumento conseguido com este tipo de tratamento, por vezes, só é atingido com o segundo e terceiro procedimentos de lipoplastia estruturante com fatores de crescimento.


Mamoplastia de aumento

Mamoplastia de aumento com implantes

Ver descrição do procedimento

Implantes
Mamoplastia é a intervenção de cariz estético ou reconstrutivo, que visa dar forma e volume a mamas pequenas, desproporcionais ao resto da morfologia da paciente ou ainda a mamas assimétricas. Todos estes fenómenos podem conduzir a problemas de auto-estima e o recurso a este tipo de intervenção permite renovar a auto-confiança da pessoa, quer a nível profissional quer pessoal.
Quanto à técnica, existem várias à disposição do cirurgião, pelo que caberá ao especialista escolher a mais adequada em função de cada caso em particular: a prótese pode ser introduzida por via axilar, via sub-mamária, via peri-areolar, via trans-areolar, via abdominal, via umbilical e via cicatricial anterior. A sua colocação pode ainda ser feita atrás do músculo peitoral ou à frente do músculo, ou seja, atrás da glândula mamária ou mesmo atrás da fascia peitoral.Este tipo de cirurgia resolve fenómenos frequentes, como casos em que não se verifica o desenvolvimento normal da mama, mantendo aos 17 anos uma dimensão reduzida (hipoplasia mamária), ou situações em que se verifica a ausência de glândula mamária (agnesia mamária). Nesta intervenção, é colocada uma prótese mamária anatómica constituída por um gel de altíssima coerência e de superfície texturada, próxima da consistência e da textura mamária normal.

Atualmente, a técnica mais frequente é a introdução da prótese através de uma pequena incisão na região peri-areolar, uma vez que a cicatriz, situada na transição da aréola para a pele mamária, com o tempo, fica quase imperceptível.

Duração: cerca de 60 minutos;

Anestesia: a maioria dos casos é efectuada em regime ambulatório, sob anestesia
loco-regional com uma sedação, não havendo internamento. A paciente só necessitará de permanecer na clínica durante algumas horas, podendo, de seguida, ir para casa pelo seu próprio pé. O  importante, durante o período de recuperação, é evitar esforços (mais de 7 quilos) e atividade física intensa, uma vez que a prática de desportos violentos como ténis, equitação e outros equiparados poderá deslocar a prótese;

Internamento: só se for administrada anestesia geral e, nesse caso, há internamento de 24 horas;

Efeitos secundários: no pós-operatório imediato pode haver inchaço, isto é, edema localizado, que desaparecerá ao fim de duas a três semanasNeste período, a paciente deverá ter particular atenção ao esforço físico que faz, sobretudo, evitando a prática de desportos violentos, bem como carregar pesosTambém é totalmente desaconselhada a exposição solar nas três semanas subsequentes à intervenção;

Riscos: é muito importante uma boa comunicação com o cirurgião, de forma a evitar mal entendidos relativamente ao tamanho e forma pretendidosA escolha do cirurgião
é tão importante como a certeza de que o material a implantar é de confiança e oferece todo o tipo de garantias, quanto à sua integridade e segurança.


Mamoplastia de aumentoMamoplastia de aumento com implantes

Mamolifting

Ver descrição do procedimento

Trata-se de uma recentíssima técnica cirúrgica, que permite proceder ao levantamento das mamas descaídas e rejuvenescê-las sem necessidade de fazer a conhecida cicatriz em T invertido. A cicatriz, a existir, situa-se na região peri-areolar, pela qual se introduz uma prótese mamária que, simultaneamente, eleva a mama (para a mama descaída) e lhe dá volume (para a mama pequena e flácida).

O mamolifting pode ser executado numa multiplicidade de casos clínicos e, para cada um deles, o cirurgião optará pela técnica que considerar mais adequada. Além da possibilidade de escolher a melhor técnica, o especialista pode também escolher o material (próteses mamárias e outros instrumentos cirúrgicos), de forma a obter o melhor resultado possível

Este procedimento veio substituir, em grande parte dos casos, a conhecida mastopexia, quando esta se destina a corrigir ptoses moderadas e a recuperação é mais fácil e os custos associados mais reduzidos, uma vez que, em grande parte dos casos, é possível executar esta técnica em regime ambulatório.

Duração: entre 60 a 90 minutos, ao contrário das tradicionais cirurgias, que podem demorar cerca de 3 horas;

Anestesia: loco-regional com ou sem sedação, mas também pode ser efetuada sob anestesia geral;

Internamento: não há. Quando a cirurgia é efetuada em regime ambulatório, a paciente deverá ficar cerca de duas horas no recobro por precaução;

Efeitos secundários: o pós-operatório pode ter alguns incómodos, como uma certa tensão mamária e pressão e alteração temporária da sensibilidade mamária.


Mamolifting

Redução mamária

Esta intervenção cirúrgica tem como objetivo retirar o excesso de volume da região mamária, o excesso de peso e, na maioria dos casos, também a correção da queda mamária da aréola e do mamilo. Neste procedimento, além da correção do volume das mamas, procede-se também à redefinição da sua forma. A cicatriz pode ser peri-areolar, peri-areolar e vertical, em L ou em âncora, consoante a sua dimensão.

A visibilidade das cicatrizes pode, hoje em dia, ser muito reduzida, graças a novos procedimentos corretivos e preventivos introduzidos no processo de cicatrização. É o caso do laser não ablativo que, na Clínica Biscaia Fraga, se utiliza de forma sistemática no pós-operatório.

As vantagens desta intervenção são físicas, orgânicas, funcionais e estéticas.

Na maioria dos casos, verifica-se, associado ao gigantismo mamário, um quadro doloroso generalizado que, através da redução mamária, pode ser alterado e confere qualidade de vida, antes muito limitada, à paciente.

Duração: duas a três horas;

Anestesia: geral;

Internamento: dois dias;

Efeitos secundários: a existência de cicatriz, mas as vantagens desta cirurgia são claramente mais benéficas e ultrapassam esta pequena contrariedade.

Reducao Mamária

Lipoescultura e aumento dos glúteos utilizando tecido adiposo ativado com fatores de crescimento

Ver descrição do procedimento

Lipoescultura

Tem por objetivo a modelação corporal, através da redução do perímetro e volume, de forma a adquirir a harmonia das formas. Esta técnica permite o aproveitamento da gordura, retirada das zonas onde se encontra em excesso, para ser introduzida em zonas onde a mesma configure um resultado harmonioso.

Duração: varia em função da extensão e da forma como é realizada (com anestesia local ou com sedação). Normalmente, varia entre uma a três horas, ao fim das quais o paciente sai pelo seu próprio pé, uma vez que, regra geral, não é necessário internamento;

 Anestesia: na maioria dos casos, é executada sob anestesia local, mas também se pode recorrer a uma sedação e anestesia loco-regional ou, em último caso, a uma anestesia geral;

Internamento: não há, exceto se for administrada uma anestesia geral e, nesse caso, há lugar a um ou dois dias de internamento;

Riscos: são os riscos inerentes a qualquer intervenção cirúrgica (hematomas, hemorragias, seromas, etc.) que, com uma consulta prévia de diagnóstico, devem ser evitados;

Efeitos secundários: alteração na sensibilidade cutânea, que poderá permanecer até quatro meses após a intervenção cirúrgica, mas que se recupera ao fim de pouco tempo, na maioria dos casos.

 Implantes

O aumento glúteo com implantes ou Macrolane é uma intervenção de cariz estético, que visa dar relevo forma ou volume na região glútea. Nesta intervenção, é introduzida uma prótese de gel coesivo com a forma e volume adequados, de forma a dar a aparência desejada. A prótese é colocada de forma a obter um resultado natural.

A aplicação do Macrolane tem garantido resultados muito eficazes em diversas áreas corporais, quando correta e meticulosamente aplicado. É um produto seguro que tem tido uma crescente procura, pois tem a grande vantagem de poder ser aplicado sem ser necessário efetuar cirurgia e não deixar cicatrizes visíveis. Ou seja, a paciente não tem de se sujeitar aos tradicionais incómodos das intervenções cirúrgicas.

O inconveniente deste produto é o fato de o resultado não ser permanente, ao contrário da intervenção acima descrita. Ao fim de aproximadamente 18 meses, será necessário repetir a aplicação.

Duração: cerca de 60 minutos;

Anestesia: a maioria dos casos é efetuada em regime ambulatório, sob anestesia loco-regional com uma sedação, não havendo internamento. A paciente só necessitará de permanecer na clínica algumas horas, ao fim das quais poderá ir para casa pelo seu próprio pé. Durante o período de recuperação, é importante evitar esforços e atividade física intensa para não deslocar a prótese;

Internamento: só se for administrada anestesia geral (apenas para casos pontuais);

Efeitos secundários: algum condicionamento físico, principalmente a nível da locomoção e a sentar, bem como da atividade física em geral. O edema e inchaço desaparecerão ao final de 3 semanas, aproximadamente;

Riscos: é muito importante uma boa comunicação com o cirurgião, de forma a evitar mal entendidos relativamente ao tamanho e forma pretendidos. A escolha do médico é tão importante como a certeza de que o material a implantar é de confiança e oferece todo o tipo de garantias, quanto à sua integridade e segurança.

 Biomateriais

O aumento do volume dos glúteos ou a modelação da sua forma ou relevo pode ser efetuado mediante a aplicação de tecido adiposo da própria paciente de outra zona corporal, onde este seja mais abundante, como é o caso do abdómen ou das coxas.

Frequentemente, associam-se estes dois procedimentos, a lipoescultura e o posterior aproveitamento do tecido adiposo para modelar áreas que careçam de volume (muito frequentemente, as pernas, a mama, os glúteos, etc.).

O aumento conseguido com esta técnica varia de acordo com a morfologia pré-cirúrgica do paciente, bem como a qualidade e quantidade do tecido adiposo aplicado. Daí que esta técnica deva ser adequada em função de cada caso, sobretudo às circunstâncias morfológicas e às expetativas criadas.

 Duração: cerca de 60 minutos;

Anestesia: por norma, a anestesia é local. Nos casos em que há uma associação à lipoescultura, pode ser administrada uma sedação, na qual a paciente regressará a casa umas horas após a intervenção;

Internamento: não há;

Efeitos secundários: edema ou inchaço logo após a intervenção, situações que são contornadas se a pessoa seguir as recomendações e medicação a efetuar durante o pós-cirúrgico;

Riscos: como são utilizados materiais autólogos, pode ser necessário submeter-se a mais do que uma intervenção, de forma a atingir o resultado pretendido.


Lipoescultura e aumento dos glúteosLipoescultura e aumento dos glúteos

Lipoescultura e aumento dos glúteos

Lipoescultura e aumento dos glúteos

Lipoescultura e aumento dos glúteos

Lipoescultura das pernas com aumento dos gémeos utilizando tecido adiposo ativado com fatores de crescimento

 

Modelação das pernas com aumento dos gémeos

Transplante Capilar

Ver descrição do procedimento

Trata-se do implante de cabelo, que recorre ao enxerto de cabelo da própria pessoa. Retira-se uma pequena tira da zona occipital inferior e temporal (onde até os calvos têm cabelo e onde este é mais forte) e fecha-se completamente esse espaço. Na zona a implantar, executam-se pequenos orifícios com laser. O cabelo é, então, implantado no couro cabeludo, um a um.

Tempo de intervenção: até três sessões, de 3 a 4 horas, com intervalo de dois a três meses;

Internamento: não é necessário;

Anestesia: local e sedação;

Riscos: quando o couro cabeludo não está em boas condições, pode comprometer a pega do implante;

Recuperação: cerca de uma semana. Em casos de zonas sem cabelo, vê-se um picotado e, só ao fim de dois meses, o cabelo tem cerca de meio centímetro;

Resultado: duradouro, mas não definitivo quando o cabelo cai por causas hormonais ou genéticas. Este tratamento adia a queda de cabelo e, consequentemente, a calvície. Pode proceder-se a novos implantes.

Implante capilarImplante capilar

Tratamento de cicatriz com laser Vbeam

Ver descrição do procedimento

É uma das mais recentes novidades no mundo da estética. O Laser VBeam tem um leque de utilização bastante amplo, podendo tratar patologias muito diversas: elimina rugas de expressão, pés de galinha e sulcos, trata manchas, estrias, cicatrizes e rejuvenesce a pele.

A grande vantagem deste tipo de laser é que deixa a camada superficial da pele intacta, já que atua ao nível da derme. Sendo assim, o tempo de recuperação é mais curto. Pode ser usado em crianças recém-nascidas para tratar manchas e angiomas.

Número de sessões: varia de caso para caso; para um tratamento de fotorejuvenescimento, são indicadas, habitualmente, três sessões, com intervalos de três a quatro semanas.

Tratamento de cicatriz com laser Vbeam

antes-depois

Copyright © Clínica Biscaia Fraga